Cinema

“A garota dinamarquesa” é um lindo drama humano sobre relacionamento

A garota dinamarquesa é um filme lindo, muito lindo. Mas não pelas paisagens da Dinamarca, ou de Paris, nem pelas obras de arte. A beleza do filme está na descoberta do sentir feminino enveredada por Eddie Redmayne, e no amor que a personagem de Alicia Vikander sente pelo marido apesar de todas as dificuldades no relacionamento. A história vai além da narrativa de como aconteceu a primeira cirurgia de sexo no mundo, ela descreve como se deu a descoberta de um homem que se sentia mulher, e precisava de espaço para expressar seu verdadeiro eu.

Einar e Gerda são felizes juntos, têm um relacionamento amoroso de muita cumplicidade, incentivam o trabalho artístico um do outro e vivem bem desconectados da sociedade. Causa estranheza a primeira vez que o espectador descobre a conexão de Einar com o sexo feminino, e até pena já que percebemos o desmanchar daquele relacionamento. Na história, Gerda já sabia que o marido admira “coisas de mulher” e ela própria o incentivou a aparecer como Lili, uma prima distante, em um evento social e em suas obras. Mas ela não sabia o que a esperava.

E é por isso que a história é maior do que a descoberta desse homem e seu preparo até a cirurgia. A história é também o desenvolvimento de Gerda, desde o ciúme e o sentimento de posse à aceitação e o apoio na recuperação, o distanciamento para deixar aquela pessoa ser outra, sem que seja possível mantê-la em sua vida. Alicia Vikander está grande, forte e destruída como Gerda, e Eddie Redmayne, franzino, feminino e muito sutil como Lili.

Já o trabalho do diretor Tom Hooper, como já havia acontecido em O Discurso do Rei, traz uma abordagem visual às vezes estranha quando, por exemplo, abusa de planos fechados e mantêm Eddie Redmayne em alguns momentos no canto do quadro, deixando um grande espaço aberto que pouco consegue expressar esteticamente. No entanto, a sutileza com que os planos detalhe de cenas como “a descoberta” em que ele veste um vestido e a cena da cirurgia, contabilizam pontos a favor do diretor. Ele soube tratar do tema e do personagem principal com carinho.

A garota dinamarquesa é um drama de história e abordagem humanas sobre questões de relacionamento, principalmente, e descoberta de ser. Mais uma vez, o filme é lindo, de encantar a audiência. Veja o trailer abaixo:

Crédito da Imagem: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *