Cinema

‘Aquarius’ é indicado a Melhor Filme Estrangeiro no principal prêmio do cinema independente

O aclamado filme brasileiro Aquarius (leia a resenha), dirigido por Kléber Mendonça Filho (O Som ao Redor) está entre os indicados ao prêmio de Melhor Longa-Metragem Estrangeiro do Film Independent Spirit Awards, principal premiação do cinema independente e que funciona como termômetro para o Oscar. Os últimos três vencedores neste prêmio acabaram levando também a estatueta.

Aquarius compete com o filme grego Chevalier, o francês Três Lembranças da Minha Juventude, a comédia alemã Toni Erdmann e o iraniano Sob As Sombras. Todos ainda são inéditos no Brasil – com um ou outro sendo exibidos no último Festival do Rio ou na Mostra de São Paulo deste ano.

Esnobado pela comissão brasileira que preferiu escolher Pequeno Segredo ao invés de Aquarius (leia aqui), o filme brasileiro vem percorrendo o circuito americano e os principais festivais há algum tempo e colhendo sempre críticas muito positivas. Essa indicação ao Spirit Awards comprova ainda mais a qualidade de Aquarius e os questionamentos à escolha da comissão.

Antes da comissão escolher Pequeno Segredo, muitos outros cineastas brasileiros retiraram seus filmes da lista de selecionados com o objetivo de darem espaço à Aquarius (leia aqui). Aplaudido em Cannes, onde esteve muito próximo da Palma de Ouro, e pelo jornal inglés Daily Telegraph, que disse que “Aquarius fará você querer morar no Brasil”, o filme entra na disputa com boas chances de vencer – e seria uma vitória mais do que especial.

Confira todos os indicados abaixo:

Melhor Filme

“American Honey”
“Chronic”
“Jackie”
“Manchester by the Sea”
“Moonlight”

Melhor Diretor

Andrea Arnold (“American Honey”)
Barry Jenkins (“Moonlight”)
Pablo Larrain (“Jackie”)
Jeff Nichols (“Loving”)
Kelly Reichart (“Certain Women”)

Melhor Filme de Estreia

“The Childhood of a Leader”
“The Fits”
“Other People”
“Swiss Army Man”
“The Witch”

Melhor Ator

Casey Affleck (“Manchester by the Sea”)
David Harewood (“Free in Deed”)
Viggo Mortensen (“Captain Fantastic”)
Jesse Plemons (“Other People”)
Tim Roth (“Chronic”)

Melhor Atriz

Annette Bening (“20th Century Women”)
Isabelle Huppert (“Elle”)
Sasha Lane (“American Honey”)
Ruth Negga (“Loving”)
Natalie Portman (“Jackie”)

Melhor Ator Coadjuvante

Ralph Fiennes (“A Bigger Splash”)
Ben Foster (“Hell or High Water”)
Lucas Hedges (“Manchester by the Sea”)
Shia LaBeouf (“American Honey”)
Craig Robinson (“Morris from America”)

Melhor Atriz Coadjuvante

Edwina Findley (“Free in Deed”)
Paulina Garcia (“Little Men”)
Lily Gladstone (“Certain Women”)
Riley Keough (“American Honey”)
Molly Shannon (“Other People”)

Melhor Roteiro

“Moonlight”
“Manchester by the Sea”
“20th Century Women”
“Little Men”
“Hell or High Water”

Melhor Roteiro de Estreia

“The Witch”
“Other People”
“Barry”
“Jean of the Joneses”
“Christine”

Melhor Filme Estrangeiro

“Aquarius”
“Chevalier”
“My Golden Days”
“Toni Erdmann”
“Under the Shadow”

Melhor Documentário

“13th”
“Cameraperson”
“I Am Not Your Negro”
“O.J.: Made in America”
“Sonita”
“Under the Sun”

Melhor Fotografia

“Free in Deed”
“Childhood”
“Eyes of My Mother”
“Moonlight”
“American Honey”

Melhor Edição

“Swiss Army Man”
“Manchester by the Sea”
“Moonlight”
“Hell or High Water”
“Jackie”

Prêmio John Cassavetes

“Free in Deed”
“Hunter Gatherer”
“Lovesong”
“Nakom”
“Spa Night”

Prêmio Robert Altman

“Moonlight”

Piaget Producers Award

Lisa Kjerulff
Jordana Mollick
Melody C. Roscher
Craig Shilowich

Truer Than Fiction Award

Kristi Jacobson (“Solitary”)
Sara Jordeno (“Kiki”)
Nanfu Wang (“Holligan Sparrow”)

Someone to Watch Award

Andrew Ahn (“Spa Night”)
Claire Carre (“Embers”)
Anna Rose Holmer (“The Fits”)
Ingrid Jungermann (“Women Who Kill”)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *