Literatura

Shakespeare já foi acusado de vandalismo e tinha má relação com primeira esposa

Não é caso escondido que Shakespeare e seus companheiros de teatro foram acusados de ter roubado a estrutura do teatro isabelino The Theatre, quando ele ficava em Shoreditch, ao norte do centro de Londres. Conta-se que o período de 21 anos de concessão do terreno ao ator e empresário James Burbage chegava ao fim e o dono do local queria o que era seu de volta. Mas ele não falou nada sobre o que havia dentro, ou falou?

Foi aí que a companhia Lord Chamberlain’s Men, Shakespeare incluso, se uniu para desmontar o que haviam construído, tábua por tábua, e reconstruir em outro lugar. O fato aconteceu no dia 28 de dezembro de 1598 e consta nas biografias do dramaturgo. Agora, no entanto, documentos judiciais que descrevem a versão da justiça foram liberados para o público, a serem exibidos no centro cultural londrino Somerset House, a partir de fevereiro de 2016.

Pela transcrição do processo judicial de 1601, Shakespeare, Burbage e companhia foram “violentos” em uma ação “desenfreada” que destruiu o The Theatre. O documento diz ainda que eles estavam armados com punhais, espadas e machados, o que causou “grande distúrbio da paz” e deixou testemunhas “aterrorizadas”.

O testamento de Shakespeare é um dos documentos que serão expostos no Somerset House em fevereiro de 2016 | Foto: Divulgação
O testamento de Shakespeare é um dos documentos que serão expostos no Somerset House em fevereiro de 2016 | Foto: Divulgação

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, o professor de língua inglesa do London Shakespeare Centre, Gordon McMullan, disse que a universidade está fazendo a montagem e a curadoria dos documentos para trazer a público o drama dos eventos originais.

O testamento

Além do processo judicial de 1601 há outros documentos do século 17, que indicam como Shakespeare viveu, desde os dias em que era pobre demais para pagar impostos, passando pelo momento em que começou a ser financiado pelo rei James 1º, até o testamento que deixou uma situação confortável à família.

“O testamento joga luz sobre as relações familiares e sociais de Shakespeare”, afirmou McMullan. Sabe-se que o poeta mantinha uma situação conflituosa com a primeira mulher Anne Hathaway, a quem deixou as sobras do seu legado. Às filhas Susannah Hall e Judith foram deixados grandes valores, a mais nova, por exemplo, coube a quantia de 300 libras, corrigido, o valor seria superior a 50 mil libras ou R$295,8 mil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *