Cinema

Filme filipino de quase quatro horas vence o Festival de Veneza

Mais uma edição do Festival de Veneza chegou ao fim no sábado (10) com a entrega dos prêmios do júri, que neste ano foi presidido pelo cineasta inglês Sam Mendes (Foi Apenas um Sonho, Skyfall). E quem venceu foi o longa-metragem filipino The Woman Who Left, uma trama que provoca o espectador a emergir durante aproximadamente quatro horas na história de uma mulher que esteve presa por 30 anos por um crime que não cometeu e, agora professora, revela os seus sentimentos de vingança e perdão após ter passado por tamanha injustiça.

No discurso de agradecimento, o diretor de 57 anos Lav Diaz disse que o filme é “um testemunho da luta de seu país após séculos de colonialismo”.

Confira abaixo outros destaques do Festival de Veneza:

  • O estilista e cineasta Tom Ford teve o seu filme Nocturnal Animals premiado com o prêmio do Grande Júri, desde já uma das apostas para vermos nas premiações de final de ano;
  • O prêmio de Melhor Diretor foi dividido entre os cineastas Andrei Konchalovsky (Rússia) pelo drama sobre o holocausto Paradise, e o diretor mexicano Amat Escalante pelo filme The Untamed;
  • Na premiação de Melhor Ator, quem levou foi o argentino Oscar Martinez por seu papel na comédia The Distinguised Citizen (El Ciudadano Ilustre);
  • Muito elogiada durante a semana pela crítica no festival, a atriz Emma Stone foi escolhida como Melhor Atriz por seu papel no musical La La Land;
  • O prêmio especial Marcelo Mastroianni ficou para a jovem atriz alemã Paula Beer por seu papel no filme Frantz;
  • Melhor Roteiro foi entregue para Noah Oppenheim por seu trabalho em Jackie, dirigido por Pablo Larrain:
  • E o prêmio especial do júri ficou para The Bad Batch, dirigido por Ana Lily Amirpour.

Veja algumas imagens na galeria abaixo:

[Crédito da Imagem: Reprodução]

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *