Foo Fighters divulga novo EP, “Saint Cecilia”, e anuncia pausa

Já há um tempo o Foo Fighters vem fazendo bastante bonito. Pra mim, o disco e o documentário ‘Sonic Highways’ marcaram um reencontro meu com a banda, depois de tê-la ouvido em parte da minha adolescência. Se antes Dave Grohl passava a impressão de ser um sujeito meio esnobe, comecei a mudar radicalmente o que eu pensava sobre ele assistindo justamente ao documentário, que passa pelas oito cidades onde o disco foi gravado.

Então, quando o site oficial da banda iniciou uma contagem regressiva na página todo mundo começou a pensar: “bom, vem um novo disco aí, tomara que tão bom quanto o último”. Se trata de um novo trabalho de inéditas sim, mas em formato de EP. Intitulado ‘Saint Cecilia’, uma referência ao hotel de mesmo nome que fica situado no sul de Austin, no Texas, e também à santa padroeira dos músicos.

Tal simbologia ajuda a explicar o “outro significado” qual Dave Grohl relata em carta divulgada juntamente com o EP, que o projeto ganhou após os terríveis atentados em Paris há dez dias. Nesse texto endereçado não somente aos fãs da banda, mas a todos que amam música, o líder do Foo Fighters relata a intenção de fazer com que essas “novas músicas sejam uma luz no sombrio mundo que vivemos, em que tudo atingiu um outro significado após os atentados em Paris”.

Por um lado, Dave Grohl tem razão em afirmar isso. Eu mesmo me vi extremamente comovido com o que aconteceu e passei justamente a pensar que o mundo inteiro iria mudar com aquilo – como aconteceu com o 11 de setembro. Mas é importante não esquecer das outras tragédias que acontecem em regiões como Beirute, Mali e tantos outros países que sofrem com o extremismo. A comoção deve ser sentida pelo que aconteceu em Paris, mas também pelo que está acontecendo no mundo inteiro.

Saint Cecilia
Agora, falando sobre o EP (baixe gratuitamente aqui), as cinco faixas apresentam um Foo Fighters um pouco diferente do que vimos em ‘Sonic Highways’. Lembro até que em determinado momento quando a banda está em Nashville, um dos guitarristas diz que Dave Grohl se contagiou com o espírito country da cidade. Bom, não ouvimos nem sequer de longe um álbum desse gênero, mas é verdade que as músicas estiveram mais suaves.

Já ‘Saint Cecilia’ vai na direção oposta. ‘Savior Breath’, a faixa três do EP, tem uma mistura interessante entre o punk e o grunge daquela época do início da década de 90, quando o grunge era caracterizado pelo estilo sujo e barulhento das guitarras, assim como os vocais mais agressivos. É uma das grandes músicas do álbum, definitivamente. É pesada. É rock and roll. E dá aquela vontade de ouvir com o som nas alturas. É um perfeito exemplo de como esse EP é mais pesado do que o trabalho anterior.

Não somente ‘Savior Breath’ merece um destaque importante para ilustrar o que significa esse novo trabalho da banda, mas a própria faixa-título que abre o disco também é um bom exemplo. É bonita, instrumentalmente falando, com uma guitarra mais coesa, e também tem uma letra bonita. A menos admirável do EP foi ‘Iron Rooster’, que adota um tom mais contemplativo e diminui um pouco o ritmo após a pancadaria que é ‘Savior Breath’.

Mas aí o Foo Fighters fecha bem o EP com ‘The Neverending Sigh’ e dá aquela sensação de que a banda soube usar a diversidade que um EP merece. Em um trabalho curto como esse, de apenas cinco músicas, é importante que elas sejam até um pouco diferentes entre si, mas que no final tenham significado e coesão. E acredito que a banda conseguiu alcançar isso.

E com o lançamento de ‘Saint Cecilia’ Dave Grohl anuncia também uma pausa. Mesmo antes do EP ser disponibilizado de graça para o público, a banda já havia cancelado toda a turnê europeia por conta dos atentados em Paris. Mas Grohl também lembra do show em Gothenburg, na Suécia, quando ele caiu do palco e quebrou a perna, para falar que vida é realmente curta e que “estamos todos aqui para vivê-la juntos não importa a adversidade”. E aí tiramos algumas conclusões que ajudaram a banda a tomar essa decisão.

Deixemos, então, o Foo Fighters tirar umas férias ouvindo essas boas músicas enquanto aguardamos pelo retorno da banda. E que seja breve.

Vinícius Silva
Sou formado em Jornalismo e mestre em Gerenciamento de Negócios Internacionais. O vício em Filmes, Séries e nas Artes em geral me levaram à escrita.

1 Comment

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *