Os filmes mais aguardados de 2019

Em uma temporada de premiações na qual estou acompanhando muito de longe e com pouca atenção, resolvi me concentrar na minha lista de filmes mais aguardados para assistir em 2019 (que eu pensei que não conseguiria fazer, mas consegui). Tem o prometido novo filme de Martin Scorsese, tem blockbusters, tem filme novo de Almodóvar, Quentin Tarantino e muitas outras produções. Confira a lista:

The Irishman

Diretor: Martin Scorsese
Elenco: Robert De Niro, Al Pacino, Joe Pesci, Harvey Keitel, Anna Paquin.

Por um momento pareceu que The Irishman não iria acontecer. Em parte pelos inúmeros projetos nos quais Scorsese está envolvido, e também em outra porque parecia difícil reunir De Niro e Al Pacino no mesmo filme – isso sem falar no retorno de Joe Pesci da aposentadoria. Mas vai acontecer, talvez um dos eventos cinematográficos do ano não aconteça exatamente dentro de uma sala de cinema. Mas na sala de casa, uma vez que o filme será distribuído pela Netflix. O filme é uma adaptação do livro I Heard You Paint Houses, o qual conta a história do sindicalista e gângster Frank Sheeran, acusado de se envolver na morte de Jimmy Hoffa. As filmagens se encerraram desde 2017. Está levando tempo por conta dos efeitos visuais. É possível que The Irishman estreie em algum momento do 2º semestre para aproveitar a temporada de premiações.

Birds of Passage

Direção Cristina Gallego e Ciro Guerra
Elenco: Carmiña Martínez, José Acosta, Natalia Reyes

Talvez o filme mais elogiado durante a Mostra Quinzena dos Exibidores em Cannes no ano passado, o longa-metragem colombiano Birds of Passage foi escolhido para representar a Colômbia no Oscar desse ano. A história dirigida pelos cineastas Cristina Gallego e Ciro Guerra (responsáveis pelo maravilhoso O Abraço da Serpente (2015) é ambientada na questão que envolve o narcotráfico, contando a ascensão e queda de um cartel de drogas. A julgar pelo trailer, os cineastas não optaram pelo modo mais fácil de contar essa história.

Climax

Diretor: Gaspar Noé
Elenco: Sofia Boutella, Romain Guillermic, Souheila Yacoub

Irreversível (2002) e Viagem Alucinante (2009) são exemplos da filmografia pouco convencional, visceral e experimental do cineasta argentino Gaspar Noé. E agora parceiro do estúdio A24 para o lançamento de Clímax, seus filmes poderão encontrar uma audiência talvez ainda maior – e que, por outro lado, talvez se sinta desconfortável por não estar acostumada com o seu modo de fazer cinema. E mesmo os que assistiram os seus filmes é bem capaz que ainda sintam algum desconforto. Em Clímax, dançarinos franceses se reúnem em uma escola vazia para ensaiar em uma noite de inverno. A celebração toda a noite se transforma em um pesadelo alucinatório quando eles descobrem que sua sangria é misturada com LSD.

Captain Marvel

Diretor: Anna Fleck e Ryan Boden
Elenco: Brie Larson, Samuel L. Jackson, Ben Mendelsohn, Jude Law e Annette Bening.

Não sou um grande entusiasta dos filmes de super-heróis, mas estou curioso para assistir Capitã Marvel. Para o universo do estúdio, o filme talvez seja um divisor de águas. A história é sobre uma piloto da Força Aérea que retorna à Terra com superpoderes e tenta interromper uma invasão alienígena. Estreia em 8 de março.

Dolor Y Gloria

Diretor: Pedro Almodóvar
Elenco: Antonio Banderas, Penelope Cruz, Asier Etzeandia, Julieta Serrano.

É sempre bom quando temos no ano um filme de Pedro Almodóvar. Nesse novo trabalho, um cineasta em seus anos já longe dos holofotes recorda os amores e amizades passados, enquanto lida com a sua incapacidade de fazer filmes. Dolor Y Gloria está previsto para estrear em fevereiro na Espanha. Assim, existe a possibilidade do filme ser exibido durante o Festival de Berlim. Ou não, porque é em Cannes que Almodóvar normalmente lança seus filmes.

Triple Frontier

Diretor: J.C Chandor
Elenco: Ben Affleck, Oscar Isaac, Charlie Hunnam, Garret Hedlund e Pedro Pascal.

Kathryn Bigelow quase dirigiu esse filme, cujo roteiro esteve circulando pela indústria por quase dez anos. Quando J.C Chandor assumiu o posto, as coisas começaram a andar. E vai acontecer. A história é sobre cinco amigos que se reúnem para desmantelar a operação de um cartel de drogas da América do Sul. Ainda não há previsão de lançamento.

Us

Diretor: Jordan Peele
Elenco: Lupita Nyong’o, Winston Duke, Elisabeth Moss, Tim Heidecker, Yahya Abdul-Mateen II.

Vocês viram aquele trailer? Ficaram com medo? É, eu também. Mas me deu muita vontade de assistir. Jordan Peele está se transformando no mestre de terror. Mas não se trata de qualquer narrativa de horror daquelas já batidas e conhecidas: é algo diferente, ousado, com tons políticos e sociais. O filme estreia no dia 22 de março.

John Wick: Chapter 3

Diretor: Chad Stahelski
Elenco: Keanu Reeves, Ian McShane, Halle Berry, Lawrence Fishburne.

Eu não dava nada por John Wick. Quando lançou o primeiro, pensei: “ah, só mais um filme de ação”. Depois quando eu assisti eu só perguntei: “por que eu demorei tanto tempo pra assistir isso?’. Bom, agora o negócio vai ficar ainda mais sério para John Wick. Banido do Continental e em fuga de todos os assassinos, ele vai lutar por sobrevivência e apenas isso. Estreia em 17 de maio.

Ad Astra

Diretor: Jason Gray
Elenco: Brad Pitt, Tommy Lee Jones, Ruth Negga, Donald Sutherland, Jamie Kennedy

Estou aguardando muito por esse filme, até mais do que eu estava em relação a Z: A Cidade Perdida, que considero um bom filme apesar de arrastado. Dessa vez, Jason Gray vai contar a história de um astronauta autista que viaja em busca do seu pai, desaparecido há vinte anos. A previsão de estreia é em maio, o que o torna um forte concorrente para ser escolhido pelo Festival de Cannes.

Toy Story 4

Diretor: Josh Cooley
Elenco: Tom Hanks, Tim Allen, Joan Cusack, Tony Hale e Keanu Reeves

A trilogia de Toy Story estabeleceu um marco de qualidade para os estúdios de animações, algo que o Studio Ghibli sempre fez com tamanha habilidade. Com a saída do diretor John Lasseter por conta dos casos de abusos sexuais, Toy Story 4 atrasou e será lançado no dia 21 de junho. Coincidência ou não, mas precisamente no dia do meu aniversário. Toy Story foi um dos primeiros filmes que me fizeram gostar de cinema e de assistir filmes. Foi o meu primeiro VHS também, que ganhei de Natal da minha mãe. Há muita nostalgia envolvida. E estou com saudade de mais uma aventura, agora com mais um boneco se juntando à trupe: Forky.

A Beautiful Day in the Neighborhood

Diretora: Marielle Heller
Elenco: Tom Hanks, Matthew Rhys, Chris Cooper, Susan Kelechi Watson, Enrico Colantoni.

O documentário Won’t You Be My Neighbor já fez um enorme sucesso de crítica, inclusive sendo favorito em várias premiações, no ano passado e nesse ano mais uma obra sobre a história de Mister Rogers chegará aos cinemas. Tom Hanks interpreta o protagonista, que recebe o cínico jornalista da revista Esquire para um perfil. A experiência de conversar com Rogers, um ícone da programação infantil nos EUA, o transforma. A estreia está prevista para o dia 18 de outubro.

O Rei Leão

Diretor: Jon Favreau
Elenco: Donald Glover, Beyoncé, Chiwetel Ejiofor, Seth Rogen, Billy Eichner

Nas terras do orgulho da África, o herdeiro do trono Simba não pode esperar para ser rei, mas seu malvado tio Scar tem outros planos. Essa é a sinopse da trama que emocionou tanta gente – e que continua emocionando. Não sei o que esperar de uma versão “live-action”, tendo a sempre olhar essas produções com ressalvas. Mas estou animado para assistir o filme, que estreia no dia 19 de julho.

Era Uma Vez em Hollywood

Diretor: Quentin Tarantino
Elenco: Leonardo DiCaprio, Brad Pitt, Margot Robbie, Al Pacino, Damian Lewis, Luke Perry, Emile Hirsch, Dakota Fanning, Michael Madsen, Kurt Russell, Timothy Olyphant, James Marsden e mais um monte de gente conhecida.

Ainda está relendo todos os atores que estão nesse filme? Segurou a respiração, né? O décimo filme da carreira de Quentin Tarantino é sobre Manson Murders, quando duas potenciais estrelas de Hollywood resolvem entrar na gangue. É o filme mais caro de Tarantino desde Grindhouse que, convenhamos, deve ser uma de suas obras mais esquecíveis. Mas Era Uma Vez em Hollywood chega com status de superprodução – e também controvérsias. A começar pela escalação de Emile Hirsch, acusado de abuso sexual durante o Festival de Sundance há alguns anos; e de antes ter definido a estreia para o aniversário de morte de Sharon Tate. Eles voltaram atrás e definiram pro dia 26 de julho.

Downton Abbey

Diretor: Michael Engler
Elenco: Maggie Smith, Michelle Dockery, Elizabeth McGovern, Allen Leech.

Quando Downton Abbey se despediu da televisão com o Especial de Natal em 2015, não faltaram boatos sobre um possível filme. Todos desmentidos pelo elenco até sermos surpreendidos em julho do ano passado com um trailer anunciando que, sim, um longa-metragem estava a caminho para 20 de setembro de 2019. Não há detalhes sobre a trama, mas com certeza há muita expectativa em torno.

The Many Saints of Newark

Diretor: Alan Taylor
Elenco: A confirmar

Na última semana, Família Soprano completou 20 anos. E deu para ver que a série mudou tudo só ao ler a Internet naqueles dias, com portais e revistas relembrando o programa que é um marco para a TV como a conhecemos hoje. The Many Saints of Newark vai justamente contar a história das famílias Soprano e Moltisanti. David Chase, o criador de Família Soprano, não vai dirigir o filme mas está envolvido no projeto. As filmagens começam em março e esperam lançar o filme para a temporada de premiações, entre agosto e novembro.

Gemini Man

Diretor: Ang Lee
Elenco: Mary Elizabeth Winstead, Will Smith, Clive Owen

O roteiro de Gemini Man já passou pelas mãos de tantos diretores (Tony Scott, Rian Johnson, Curtis Hanson, dentre outros), que ninguém esperava mais que o filme fosse feito. Mas chegou nas mãos de Ang Lee e agora parece que vai. Will Smith, Clive Owen e Mary Elizabeth Winstead estão no elenco do filme, que acompanha a história de um matador de aluguel já aposentado que agora precisa enfrentar um clone seu e mais jovem que está fazendo o trabalho. Gemini Man estreia em 4 de outubro.

Benedetta

Diretor: Paul Verhoeven
Elenco: Charlotte Rampling, Virginie Efira, Lambert Wilson

Paul Verhoeven se manteve um pouco fora do radar após o sucesso de Elle. O diretor holandês voltará aos holofotes nesse ano com mais um filme que promete. Benedetta é ambientado no século XVII e acompanha uma freira que, certa de que tem visões religiosas, decide entrar em um convento. Mas lá ela se apaixona por uma outra mulher. O filme está sendo cotado para a Seleção Oficial do Festival de Cannes neste ano.

The Woman in the Window

Diretor: Joe Wright
Elenco: Amy Adams, Julianne Moore, Gary Oldman, Brian Tyree Henry, Anthony Mackie

Ainda confio naquele Joe Wright de filmes como Desejo e Reparação, Orgulho e Preconceito e Anna Karenina. Além do elenco, The Woman in the Window tem uma história interessante que lembra um clássico de Hitchcock. A trama é sobre uma mulher agorafóbica que acredita ter testemunhado um assassinato enquanto espionava seus vizinhos. A estreia é no dia 4 de outubro.

Radegund

Diretor: Terrence Malick
Elenco: August Diehl, Matthias Schoenaerts, Valerie Pachner, Bruno Ganz, Michael Nyqvist

Terrence Malick andou testando minha paciência nos últimos anos. E olha que foram bem movimentados. Ele nunca lançou tanto filme. O problema é que todos com uma qualidade bem duvidosa. Sua aposta agora é Radegund, a cinebiografia de Franz Jägerstätter, um objector que se recusou a lutar com os Nazistas e acabou sendo morto por eles.

Little Women

Diretora: Greta Gerwig
Elenco: Saoirse Ronan, Timothee Chalamet, Florence Pugh, Laura Dern e Meryl Streep.

Que elenco é esse, meu povo?! Vou correr para o Cinema assim que estrear. É sobre a história de quatro irmãs, que crescem durante os anos 1860 em Massachusetts. A estreia será no dia 25 de dezembro, de olho nas premiações.

Rolling Thunder Revue: A Bob Dylan History by Martin Scorsese

Diretor: Martin Scorsese

Se eu tivesse publicado essa lista há algumas semanas talvez tivesse perdido esse anúncio da Netflix, de que Martin Scorsese irá dirigir um documentário sobre a famosa turnê Rolling Thunder Revue, de Bob Dylan, que foi uma caravana com muitos artistas como Joni Mitchell, Joan Baez, Allen Ginsberg, dentre outros. O filme contará com entrevistas inéditas com o compositor. Essa será a segunda vez que o diretor visitará a carreira de um dos seus músicos favoritos. Em 2005 Scorsese lançou No Direction Home, mostrando como Dylan saiu de compositor de canções de protesto com o folk para inventor do folk rock ao adicionar instrumentos elétricos. O documentário está previsto para estrear na plataforma de streaming no final de 2019.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *