Cinema

Os filmes mais esperados que serão exibidos no Festival de Sundance

Existe uma razão para que produtores, distribuidores, críticos e cinéfilos fiquem entusiasmados no mês de janeiro para saberem “qual o próximo grande filme” que será lançado nos próximos meses: o Festival de Sundance.

Realizado em Park City, Utah (Estados Unidos), e que começa no dia 21 de janeiro, o festival idealizado por Robert Redford costuma sempre revelar um grande diretor que chega com um filme de pequeno orçamento e sai do festival com um acordo de distribuição, ou atores que chegam desconhecidos e se transformam em estrelas – Jennifer Lawrence que o diga.

Por isso, separamos alguns filmes que serão exibidos no Festival de Sundance durante os próximos dias e que merecem a nossa atenção, porque é bem possível que a gente ainda ouça falar bastante sobre essas produções em 2016.

ali-e-nino
Foto: Divulgação/Sundance Institute

Ali e Nino

Dirigido por Asif Kapadia, documentarista responsável por Amy (indicado ao Oscar) e Senna (que ficou de fora da lista injustamente), Ali & Nino trata de um romance entre dois adolescentes – um muçulmano e uma cristã, durante os anos 20 no Azerbaijão.

Foto: Divulgação/Sundance Institute
Foto: Divulgação/Sundance Institute

Becoming Mike Nichols

O diretor Douglas McGrath, que escreveu o roteiro de Tiros na Broadway junto com Woody Allen, retrata a vida do diretor, produtor e comediante Mike Nichols (A Primeira Noite de um Homem, Closer – Perto Demais) documentando a partir das entrevistas que ele concedeu ao amigo Jack O’Brien falando sobre a sua carreira e revisitando os seus trabalhos, pouco antes de morrer, em novembro de 2014. O documentário, inclusive, já foi adquirido pela HBO.

Foto: Divulgação/Sundance Institute
Foto: Divulgação/Sundance Institute

Belgica

Esse é o quinto filme do diretor Felix van Groeningen, considerado um dos pioneiros da chamada Nouvelle Vague belga e indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro com o longa Alabama Monroe. Em Belgica, ele volta o seu olhar para a juventude, sua euforia e suas decepções ao contar a história de dois irmãos que abrem um bar na Bélgica, se tornam parceiros para expandir o negócio e testemunham a maneira como todo o sucesso alcançado vai começando a mudar suas vidas.

Foto: Divulgação/Sundance Institute
Foto: Divulgação/Sundance Institute

The Birth of a Nation

Nate Parker dirige, escreve e atua nesse épico que conta a história do escravo Nat Turner, que lidera a histórica rebelião que ocorre em 1830 no estado da Virgínia, nos Estados Unidos.

certain-women
Foto: Divulgação/Sundance Institute

Certain Women

A diretora Kelly Reichardt, que ganhou o prêmio em Cannes na mostra Un Certain Regard com o filme Wendy e Lucy (2008) e também responsável por Movimentos Noturnos (2014), leva ao Festival de Sundance o seu novo trabalho, A Certain Women, que conta a história de três mulheres que vivem em uma pequena cidade em Montana. O elenco é formado por Michelle Williams, com quem a diretora trabalhou no filme O Atalho (2011) e Paul Dano (Sangue Negro).

christine
Foto: Divulgação/Sundance Institute

Christine

O diretor Antonio Campos volta ao Festival de Sundance após apresentar em 2012 o controverso Simon Assassino e que dividiu bastante a crítica naquele ano. Em Christine, que é interpretada pela atriz Rebecca Hall (Vicky Cristina Barcelona), ele conta a história da jornalista Christine Chubbuck, que em 1974 cometeu suicídio ao vivo. Além de Christine, o Festival de Sundance também selecionou o documentário Kate Plays Christine, sobre a mesma história.

Foto: Divulgação/Sundance Institute
Foto: Divulgação/Sundance Institute

Complete Unknown

Esse é um dos filmes mais aguardados do Festival de Sundance neste ano. Vencedor do prêmio do público em 2004 pelo longa-metragem Maria Cheia de Graça, o diretor Joshua Marston conta com Michael Shannon e Rachel Weisz para contar uma história intrigante sobre os dois personagens que eles interpretam e em como eles vão mudar a vida um do outro em apenas uma noite. O filme promete ser mais um estudo de personagem que tanto caracteriza o trabalho do diretor.

Foto: Divulgação/Sundance Institute
Foto: Divulgação/Sundance Institute

Dark Night

O filme reconta os acontecimentos que levaram ao tiroteio que deixou muitas pessoas mortas dentro de um cinema em Aurora, durante a exibição do filme O Cavaleiro das Trevas: Ressurge. Tim Sutton, diretor do filme Memphis, se inspira em Elephant, de Gus Van Sant, para mostrar o cotidiano de várias dessas pessoas até terem a vida interrompida de forma trágica

Foto: Divulgação/Sundance Institute
Foto: Divulgação/Sundance Institute

Lo and Behold, Reveries of the Connected World

Werner Herzog é um dos diretores com uma das filmografias mais interessantes do nosso tempo, que transita entre os gêneros documentário e ficção com extrema facilidade. Em seu novo filme, um documentário, retrata a Internet de uma forma não muito comum, isto é, sem focar em toda a modernidade que trouxe, mas sim em entregar uma visão pessimista sobre as coisas ruins que acontecem na rede, desde assédio online até o vício.

Foto: Divulgação/Sundance Institute
Foto: Divulgação/Sundance Institute

Love & Friendship

Adaptação de um texto intitulado “Lady Susan” (leia mais aqui) escrito por Jane Austen, e que não fora publicada, o filme dirigido por Whit Stillman, que estreou em Sundance em 1990 com o filme Metropolitan, é ambientado no fim do século 18, a história fala sobre a viúva sedutora e manipuladora Lady Susan Vernon, que decide visitar parentes de seu falecido marido para se distanciar de rumores sobre casos amorosos na capital.

Foto: Divulgação/Sundance Institute
Foto: Divulgação/Sundance Institute

Manchester By the Sea

A atuação de Casey Affleck nesse filme já está dando o que falar antes mesmo do longa-metragem ser exibido em Sundance. Dirigido por Kenneth Lonergan, Affleck é Lee Chandler, que precisa cuidar do seu sobrinho de 16 anos após a morte do seu irmão.

Foto: Divulgação/Sundance Institute
Foto: Divulgação/Sundance Institute

Michael Jackson’s Journey From Motown to ‘Off the Wall

Spike Lee dirige esse documentário sobre a vida de Michael Jackson desde o início da sua carreira. Para contar essa história, Lee entrevistou membros da família Jackson, se debruçou em arquivos pessoais e na própria música de Michael e sua obra para mostrar a sua ascensão como artista.

Foto: Divulgação/Sundance Institute
Foto: Divulgação/Sundance Institute

Other People

O filme marca a estreia na direção de Chris Kelly, roteirista do Saturday Night Live. O longa-metragem é uma comédia estrelada por Jesse Plemons (Breaking Bad), que vive um escritor que volta para a sua cidade-natal após terminar com o seu namorado para ajudar a sua mãe (Molly Shannon).

Foto: Divulgação/Sundance Institute
Foto: Divulgação/Sundance Institute

Sing Street

O musical Apenas Uma Vez foi uma grande surpresa e, além de ter dado o Oscar de Melhor Canção Original para Glen Hansard e Markéta Irglová, também revelou o talento do diretor John Carney (também responsável pelo ótimo Mesmo se Nadar der Certo). Neste novo musical, escrito em parceria com Bono Vox (U2) e ambientado em Dublin, ele conta a história de um adolescente que funda uma banda durante os anos 80, no auge da crise de recessão que a Irlanda está passando.

Foto: Divulgação/Sundance Institute
Foto: Divulgação/Sundance Institute

Sleight

Mais um filme que marca a estreia de um diretor e que será exibido em Sundance. JD Dillard conta a história de Bo (Jacob Latimore), um traficante de drogas que está tentando escapar desse ramo usando os seus talentos como mágico. O filme tem sido apontado como uma das promessas desse ano no festival.

Foto: Divulgação/Sundance Institute
Foto: Divulgação/Sundance Institute

Swiss Army Man

A concorrência no Festival de Sundance é sempre agressiva. E Swiss Army Man é outro filme bastante esperado. A dupla Daniel Scheinert e Daniel Kwan dirigem Daniel Radcliffe, Paul Dano e Mary Elizabeth Winstead sobre um homem sozinho em uma ilha deserta que encontra um corpo boiando e que o faz perceber que esta pode ser a sua última chance de escapar desse lugar.

Foto: Divulgação/Sundance Institute
Foto: Divulgação/Sundance Institute

Tallulah

A roteirista de Orange is the new Black, Sian Heder, junta novamente Ellen Page e Allison Janney, do filme Juno, para contar a história de Lu, que resgata um bebê de uma mãe negligente e começa a cuidar da criança.

Foto: Divulgação/Sundance Institute
Foto: Divulgação/Sundance Institute

Under the Gun

A documentarista Stephanie Soechtig promete fazer barulho novamente esse ano em Sundance. Em 2014 ela apresentou o documentário Fed Up no festival e acusava a indústria de alimentos e o governo federal americano pela epidemia nacional de obesidade. Agora, em Under the Gun, ela investiga a questão do controle de armas nos EUA.

Foto: Divulgação/Sundance Institute
Foto: Divulgação/Sundance Institute

Wiener-Dog

Em 1995, o diretor Todd Solondz exibiu no Festival de Sundance o filme Bem-Vindo à Casa de Bonecas, que ganhou naquele ano o Grande Prêmio do Júri e venceu também prêmios no Independent Spirit Awards. Agora, vinte anos depois, ele volta com Wiener-Dog, uma sequência para esse mesmo filme, estrelada por Greta Gerwig (Frances Ha) e Julie Delpy (Antes da Meia-Noite).


Crédito da Imagem: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *