Há por muitos momentos em Planeta dos Macacos: A Guerra silêncios perturbadores e longas tomadas que refletem os conflitos de seu protagonista César, mais uma vez interpretado brilhantemente por Andy Serkis a partir da tecnologia de captura de movimentos, dividido entre ser o líder que os primatas esperam que ele seja para conduzi-los rumo a uma terra onde possam viver em paz ao mesmo tempo que é movido por uma vingança crescente que o leva a enfrentar o seu próprio destino.

O terceiro filme da trilogia, mais uma vez dirigido por Matt Reeves (que também assina o roteiro ao lado de Mark Bomback), sugere uma guerra entre macacos e humanos. Porém, o que se vê é uma narrativa pautada pelo intimismo que combina com a jornada de César de se encontrar com o seu verdadeiro “eu” ao mesmo tempo que tenta afastar o fantasma das ações de Koba do filme anterior que quase levaram os macacos à extinção.

Esse é um dos elos que Reeves e Bomback consegue interligar e dar continuidade nesse terceiro filme. Entretanto, em termos de clima e ambiente, Planeta dos Macacos: A Guerra tem quase nada a ver com as produções anteriores que tinham muito mais ação e traziam efetivamente uma ebulição na batalha entre homens e macacos. Neste terceiro filme, porém, ambos estão preocupados com a própria sobrevivência e talvez por isso falte tempo de duelar entre eles mesmos – uma vez que os macacos alcançaram nível avançado de inteligência por conta justamente de um vírus que dizimou grande parte da população mundial.

Quando Planeta dos Macacos: A Guerra resolve perder tempo nessa trama, ao colocar o Coronel (Woody Harrelson) e César medindo forças, o filme torna-se pouco interessante, arrastado em seus 140 minutos e adota um tom de humor trazido pelo macaco “Bad Ape” (Steve Zahn) que não chega a comprometer, mas desvia o foco da narrativa e o tom até então adotados.

Isso não tira os méritos de Planeta dos Macacos: A Guerra, principalmente ao se arriscar em trazer um filme que tem orçamento de superprodução mas que foi pensado muito mais como um “filme de arte”. Assista o trailer:

Planeta dos Macacos: A Guerra (War for the Planet of the Apes, 2017)
Direção: Matt Reeves
Roteiro: Mark Bomback e Matt Reeves
Elenco: Andy Serkis, Woody Harrelson Steve Zahn, Toby Kebbell, Judy Greer e Gabriel Chavarria.
Duração: 142 minutos

[Crédito da Imagem de Capa: Divulgação/Fox Filme)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *