Shonda Rhimes explica no TED Talks como brincar com as filhas salvou o seu emprego

Se fosse em um outro momento da carreira e, principalmente, da vida, dificilmente Shonda Rimes aceitaria participar de um evento do TED. E não é por ela se achar maior do que ninguém ou melhor do que ninguém, é exclusivamente pelo fato de que ela pouco aparecia. Responsável pelas séries Grey’s Anatomy, Scandal e How To Get Away With Murder, que são verdadeiros fenômenos desde sempre, Shonda Rhimes decidiu há um ano mudar de vida ao dizer “sim” para tudo – ou, ao menos, para quase tudo. E é sobre essa experiência que ela conta na abertura do TED Talks 2016, que aconteceu nesta semana em Vancouver, no Canadá.

Shonda Rhimes começa a apresentação se auto-intitulando como uma titã. E é justificável que ela use essa expressão. Toda série que ela cria e que tem a sua assinatura se torna rapidamente em um grande sucesso de público. E isso não acontece somente nos Estados Unidos. É um fenômeno global.

Com mais de 70 horas de TV a cada temporada e três séries, às vezes quatro, em produção ao mesmo tempo, ela não conseguia mais arrumar tempo para si mesma, para a sua família e para as suas filhas. Rhimes se refere a isso como “o sussurro” (“the ham”, em tradução livre). E ela detalha em sua apresentação as diversas responsabilidades que acabaram levando ela a ter que lutar para responder os seus próprios questionamentos.

Shonda Rhimes abriu o ciclo de palestras do TED Talks, que acontece em Vancouver. | Foto: Reprodução/TED
Shonda Rhimes abriu o ciclo de palestras do TED Talks, que acontece em Vancouver. | Foto: Reprodução/TED

Com o passar do tempo, Shonda Rhimes passou a enxergar o resultado do sucesso como uma composição imprecisa de trabalhar duro e o medo de falhar. Pode soar meio melancólico a forma como Rhimes conta sobre isso em sua apresentação, que é justamente o medo de deixar de ser criativa para criar as suas histórias. E Rhimes conta que ela estava perdendo justamente a vontade de trabalhar.

Por isso que, para recuperar a gana de trabalhar duro novamente e ter prazer no que está fazendo (“amor”, é a palavra que ela usa quase que o tempo inteiro), ela passou um ano experimentando dizer sempre “sim”. Então, sempre que as suas filhas a chamavam para brincar. Ao invés de dizer “não”, ela dizia “sim”. Foi assim sobre falar em público e até sobre atuar, mesmo não gostando. “Trabalho não funciona bem sem brincadeira”, é o que ela diz em um determinado momento da apresentação e que serviu como o seu principal combustível para voltar a ter amor pelo que faz, que é fazer brincando, se divertindo e mantendo uma vida social.

Nessa jornada do “Ano do Sim”, Shonda Rhimes perdeu 52kg, saiu da sua zona de conforto e, mais importante, está conseguindo recuperar o amor em escrever as histórias que faz tanta gente ficar grudado na televisão.

Assista o TED:

Crédito da Imagem: Reprodução/TED

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *