As séries que mais queremos assistir em 2018

Após fazer a lista dos filmes mais aguardados e que mais queremos assistir em 2018 (confira aqui), agora vamos falar um pouco das séries. Sério, tem muita coisa boa para estrear ainda nesse ano. E estamos precisando dar um jeito de fazer com que o dia dure mais de 24 horas para dar conta de tudo. Porque vai ser difícil conseguir assistir tudo, mas vamos tentar acompanhar o máximo que pudermos.

Dividi em categorias, assim como fiz nos filmes: tem as estreias mais aguardadas; as séries favoritas que prometem retornar nesse ano; e separei uma seção específica para séries documentais, um gênero que tem crescido bastante ano após ano e sempre entregando produções muito relevantes. Prontos? Então vamos lá:

Continue readingAs séries que mais queremos assistir em 2018

As melhores Séries de 2017

É cair no lugar comum dizer que “foi o grande ano para as séries”, mas é que foi mesmo. Mais uma vez os programas televisivos tiveram importante relevância em discutir os assuntos que mais estavam no centro do debate em 2017. Séries como The Handmaid’s Tale e Dear White People, por exemplo, foi em parte responsável por uma discussão sobre valores e o nosso papel em um mundo que caminha para um lugar que com certeza eu e você não queremos. Além disso, a TV ainda reservou o esperado momento do retorno de Twin Peaks, que chegou explodindo as cabeças de todo mundo e redefinindo novamente o gênero como já tinha feito na década de 90.

Para celebrar essas grandes séries e sua diversidade, fizemos uma lista dos vinte seriados que mais nos entusiasmaram em 2017. Clique para continuar a leitura e confira:

Continue readingAs melhores Séries de 2017

‘Alias Grace’ é mais uma eficiente adaptação do livro de Margaret Atwood

Quando mal nos recuperamos de The Handmaid’s Tale, estreou há pouco tempo mais uma série baseada em um livro da autora canadense Margaret Atwood. A minissérie de seis episódios, Alias Grace (disponível na Netflix Brasil), é a terceira produção a estrear nesse ano baseada em algum livro da escritora. Além das duas já citadas, a animação infantil Wandering Wenda também foi exibida no Canadá em 2017.

É muita coincidência que essas três obras de Atwood tenham estreado quase que simultaneamente – o que é bom, diga-se de passagem. Porque estão servindo para discutirmos, seja no mundo distópico de The Handmaid’s Tale (um exemplo do que podemos nos tornar) ou para nos relembrar de como éramos, no caso de Alias Grace. Temas que hoje ganharam um importante e merecido espaço para serem debatidos quando se referem à opressão dos homens em relação às mulheres, assédio, imigração e aborto.

Continue reading‘Alias Grace’ é mais uma eficiente adaptação do livro de Margaret Atwood

As dez melhores séries de 2017 (até o momento)

Foi um primeiro semestre de muitas boas séries para assistir. Teve novatas estreando que se transformaram em gratas surpresas e outras veteranas que retornaram com grandes temporadas. Antes de você conhecer a lista, uma breve explicação: ainda não terminei The Leftovers. A série entraria nessa lista, mas estou finalizando e ela definitivamente estará na que eu publicar no final do ano.

Dito isso, conheça aí as dez melhores séries de 2017 que eu assisti nesse primeiro semestre.

Continue readingAs dez melhores séries de 2017 (até o momento)

‘The Handmaid’s Tale’ exibe futuro distópico que guarda semelhanças com a realidade

Não conhecia o livro de Margaret Atwood até ficar sabendo da série The Handmaid’s Tale, que estreou no serviço de streaming Hulu na última semana já liberando três episódios para serem vistos. Talvez uma parte do público seja exatamente como eu: não conhecia o livro, mas encontrou tantas semelhanças com a trama escrita por Atwood que rapidamente a série se transformou em uma das mais esperadas desse ano.

O futuro distópico onde uma república ultra-conservadora é criada e emerge ao poder (com um discurso de que Deus é o culpado pela Praga da Infertilidade que toma conta do país) encontra paralelos com o governo-eleito de Donald Trump, justamente formado por uma elite branca e extremamente conservadora cujas eleições foram vencidas plantando notícias falsas, atacando e desvalorizando as mulheres e pelo crescente discurso de ódio voltado contra as minorias.

Continue reading‘The Handmaid’s Tale’ exibe futuro distópico que guarda semelhanças com a realidade