‘Destacamento Blood’ tira do obscurantismo a luta de negros na Guerra do Vietnã

Faz quase duas semanas que as principais cidades de todo o mundo, mesmo vivendo a maior pandemia de saúde que essa geração já viu e cujo único remédio é o isolamento social, foram tomadas por protestos antirrascistas contundentes após o assassinato de George Floyd pela polícia de Minnesota. A sua morte é resultado de um longo e violento conflito racial nos Estados Unidos e no mundo. O histórico de violência policial contra negros se repete em uma constância dolorosa, mas agora, mais do que em qualquer outra época, as pessoas (pretas e brancas) querem um basta.

Lutar para que histórias como a de George Floyd não sejam esquecidas é um combustível para o cineasta Spike Lee. Em seu novo filme, Destacamento Blood (disponível na Netflix Brasil), ele tira do obscurantismo o papel de negros que lutaram na guerra do Vietnã.

Continue reading →

Conselhos para a quarentena, por Cheryl Strayed

De 2008 a 2012, Cheryl Strayed (autora do best-seller Livre, 2012) escreveu a coluna Dear Sugar, no The Rumpus, onde respondia cartas de leitores que buscavam conselhos sobre a vida. A coluna fez tanto sucesso que gerou seu primeiro livro Pequenas Delicadezas e se transformou no podcast Dear Sugars, pelo The New York Times.

Agora, durante a quarentena, Cheryl tem buscado conselhos em vez de dá-los. Em seu novo podcast Sugar Calling, ela entrevista escritores com muitos anos de experiência e ideias sobre a condição humana, em busca de entender um pouco mais sobre como sobreviver à quarentena e à vida.

Cheryl deu uma entrevista ao Longform, de onde destacamos alguns trechos bacanas sobre fazer planos, processo de escrita, experiência de vida e um conselho sobre como encarar esse momento de isolamento.

Continue reading →

‘Normal People’ é um romance épico com intimidade de tirar o fôlego

Seria fácil dizer que a quarentena já me fez assistir Normal People duas vezes, não fosse a minha vontade de deixar de trabalhar, de cozinhar e de tomar banho para deitar debaixo da minha coberta e assistir mais e mais. A história de paixão, amor e amizade entre Marianne e Connell é o escape perfeito para qualquer realidade, antes mesmo da loucura da pandemia começar.

Continue reading →

‘Homeland’ termina com um excelente recomeço

Quando a emissora a cabo americana Showtime renovou Homeland por três anos em 2016, estava claro que o objetivo era dar tempo para os roteiristas prepararem a série para um desfecho. Após anos se reinventando desde que a narrativa envolvendo Brody e Carrie foi encerrada, Homeland se transformou em um bom exemplar do gênero de espionagem ao saber refletir as crises e implicações geopolíticas que viviam (e vivem) moldando o mundo constantemente (quase que prevendo algumas crises, diga-se).

Continue reading →